Voc est gostando do
novo mang Boruto ?



Gostei Muito !
Precisa Melhorar
Muito Fraco
Fique Atento! Naruto Shippuuden Episdio 484 "Sasuke Shinden Raiko-hen: Homem Explosivo" ser lanado dia 01/12/2016 !
Server AL - Servidores Premium
Shikamaru Hiden - Captulo 01 - P6
Postado Por: Gaara
Data: 2015-05-27 01:36:40

A novela "Naruto - Shikamaru Hiden: Yami no Shijima ni Ukabu Kumo" lanada em 04 de maro, traz um aventura indita com Nara Shikamaru, dois anos aps a Quarta Guerra Mundial Shinobi. A novela escrita por Takashi Yano, e possui 224 pginas.



Para ver outras partes do livro acesse aqui.


------------------------------------------------------------------------------

Captulo 1 - Konoha (Parte Seis)
 

Um grupo de garotos em torno dos 10 anos atravessa a rua, rindo com uma alegria aparentemente interminvel. Em uma distncia atrs deles, um homem mal-encarado com seus trinta anos corre para algum lugar.

As crianas provavelmente iam para a Academia, enquanto que o homem deveria estar indo para o trabalho.

No lado da rua, havia uma loja que vendia acompanhamentos (refeies que seguem o prato principal) no incio da manh, a frente da loja estava cheia de donas de casa fofocando com gestos animados.

Foi o cenrio habitual de uma manh corriqueira.

Nesta manh calma, Shikamaru estava caminhando ao longo da rua principal, que comea a partir dos grandes portes de entrada de Konoha e segue direto a Residncia do Hokage. A rua termina atrs da residncia, no Monumento Hokage, onde todas as ltimas geraes de Hokage foram esculpidas na montanha.

O destino de Shikamaru era o ltimo. Ele tinha alguns negcios l.

Normalmente, quando um shinobi recebe misses fora da vila, eles deixam Konoha atravs dos portes principais. No havia qualquer regulamento especial, que dissesse que fosse assim, mas havia uma tradio nisso.

A ANBU era a nica exceo. Eles tratavam de muitas misses secretas, por isso, a fim de manter suas partidas desconhecidas para os demais cidados de Konoha, tinha sido estipulado que eles sairiam pelas portas dos fundos, encontratadas atrs da montanha do Monumento Hokage.

Essa porta dos fundos era o destino de Shikamaru. A misso desta vez estava sendo mantida em segredo de todos da aldeia. Os nicos que sabiam eram Kakashi, um punhado de shinobi seniores, e, claro, o prprio Shikamaru, bem como, seus companheiros Rou e Soku.

Ele tinha com Kakashi um plano para acobertar sua ausncia na vila. Se algum perguntasse onde ele estava, seria dito que Shikamaru tinha negcios com a Unio fora dos limites da vila.

O cenrio ideal era esgueirar-se para fora da vila sem que ningum percebesse sua partida, e voltar antes que algum se incomode com sua ausncia.

"Hm?" Shikamaru rapidamente fez o trajeto at os portes de trs; ele notou um homem de cabelo louro em seu campo de viso.

O loiro notou ele tambm.

"Yoo, se no o Shikamaru! Qu voc est fazendo?"

Voc no acreditaria que os dois tinham a mesma idade, por conta do sorriso infantil que iluminou as feies do homem que correu para o seu amigo. Suas bochechas tinham trs linhas paralelas em cada lado do rosto, seus olhos azuis estavam livres de qualquer dvida ou hesitao.

"Isso era eu que deveria perguntar. O que voc est fazendo aqui to cedo, Naruto?"

Uzumaki Naruto.

Ele era o heri que havia mostrado o caminho para acabar com a ltima grande guerra, o filho do Quarto Hokage. A nove caudas havia sido selada nele assim que nasceu, e ele cresceu enfrentando o preconceito dos que os cercavam, e ainda assim ele jamais vacilou em sua meta de se tornar Hokage, e continuou trilhando seu caminho. Esse era o tipo de homem que Naruto era.

Nesse momento, ele era forte candidato para ser o prximo Hokage, depois de Kakashi.

"Eu no consegui dormir na noite passada." Disse Naruto: "Quando acordei esta manh, fui rapidamente comer alguns ramen no Ichiraku, e agora estou voltando para casa."

"Voc foi pro restaurante to cedo, assim?"

"Ultimamente, eles tm aberto 24 horas por dia, 7 dias por semana." Naruto parecia incrivelmente feliz com o fato.

"No isso, voc est comendo ramen essa hora da manh..."

"No h tempo ruim para comer ramen, seja de manh, meio-dia ou de noite!"

"Ei, isso no algo para se gabar."

"Metade do meu corpo feito de ramen." Disse srio Naruto, estufando o peito com orgulho.

Shikamaru deixou escapar um suspiro.

"Voc agora conhecido como o heri que ps fim guerra. Tente cuidar do seu corpo s vezes."

"Heris so heris, e ramen ramen!"

"...Esse raciocnio no faz sentido."

"Hahaha." Naruto riu, timidamente esfregando seu dedo na ponta do nariz.

Aquele seu comportamento no mudou nem um pouco desde a Academia. Naruto sempre viveu sua vida com uma perspectiva muito pura, simples e direta. Foi essa perspectiva que mudou os que o cercam, at mudou Shikamaru.

Naruto, que era visto como uma pedra no sapato da vila, tinha mantido seu corao puro e, lentamente, fez com que mais amigos ficassem ao seu lado.

No final, Naruto tinha conseguido salvar seu amigo Uchiha Sasuke que tinha cado para as profundezas da escurido, cheio de ressentimentos para com o mundo todo.

Salv-lo no era uma tarefa fcil.

No...

Pelo contrrio, era algo que ningum alm de Naruto poderia ter feito.

O sonho de Naruto que estava perto de seu peito desde que ele era uma criana era um s: se tornar Hokage.

Ele no tinha parentes para dar-lhe palavras de incentivo, e a nica maneira dele chamar ateno de outras pessoas era por meio de repetidas brincadeiras, mas ainda assim ele continuou insistindo que um dia se tornaria Hokage.

No comeo, ningum acreditava que ele poderia alcana-lo. Mas agora, no h nenhuma nica pessoa da vila que pense que Naruto no ser o prximo Hokage.

Naruto foi como o sol.

Ele tinha uma chama brilhando dentro dele com inmeros lampejos, constantemente acesa. Foi por causa de quo intenso ele brilhou, que ele era como o sol. Todo mundo testemunhou a paixo abrir seus coraes para ele, tornando-se seu companheiro.

At agora, e at o fim dos tempos, Shikamaru sentia como Naruto iria continuar se movendo para a frente sem nunca vacilar.

E esse foi o caminho que deve ser. Algum dia, Naruto seria Hokage, ganharia ainda mais confiana da vila, e depois continuaria brilhando, ainda mais, muito mais.

Por uma questo de brilho, algo como o sol nada sabe sobre a escurido do mundo.

At agora, Naruto travou uma guerra contra inmeras pessoas cujos os coraes tinham balanado em direo a escurido, mas ele nunca fraquejou para esse lado.

'No importa o quo longe algum imerge na escurido, uma parte de seu corao mantem-se na luz.'

Naruto lutou porque ele realmente acreditava nisso. Shikamaru tinha visto ele mudar os coraes de seus inimigos com seus ideais muitas e muitas vezes.

No importa o quanto a escurido o rodeava, Naruto nunca perdeu sua luz.

por isso que Naruto no conhecia o verdadeiro significado de 'escurido'.

Sempre haveria trevas no corao dos seres humanos. Pensar que voc poderia salvar a todos era um ideal impossvel.

No importa o quo desesperadamente voc estenda a mo para salvar as pessoas e lev-los para a luz, sempre haver aqueles poucos que escorregam entre os dedos, continuando no caminho das trevas. Era a maneira do mundo.

Mas Naruto no pensa assim. No importa o quo desesperada a situao, ele nunca iria desistir de salvar a todos, no importasse o destino de cada um.

Esse era o tipo de homem que era Naruto.

E Shikamaru no queria que ele mudasse.

Naruto era algum que tinha que permanecer puro e simples, um sol que brilha.

Quanto mais a luz brilha, mais cresce a escurido das sombras.

Mas, enquanto houver algum que assuma o fardo dessas sombras, estar tudo bem.

Shikamaru pensou que era seu dever ser esse 'algum'.

No seria natural que um usurio do jutsu da sombra assumisse esse encargo de trevas?

Naruto iria se tornar Hokage, e Shikamaru iria apoi-lo como seu brao direito. Esse era o sonho de Shikamaru: ficar ao lado de Naruto e resolver quaisquer sombras que possam interferir com sua luz.

No momento em que o pensamento passou pela cabea de Shikamaru, de repente ele compreendeu a si mesmo.

Por que ele tinha sido to relutante sobre aceitar ir para o Pas do Silncio?

Tinha sido por causa de Naruto, claro.

Se o Pas do Silncio continuasse acumulando poder, Naruto eventualmente iria tentar acabar com o sofrimento. O Pas do Silncio seria um enorme obstculo para ele.

por isso que Shikamaru estava indo para l e cortar o mal pela raiz.

Depois de tudo, ele tinha decidido suportar todas as sombras que tentam interferir com a luz de Naruto. Isso inclui lidar com futuros obstculos.

"Ento, o que voc est fazendo?" Perguntou Naruto, interrompendo o devaneio de Shikamaru.

"Estou dando uma caminhada."

"No incio da manh."

"Naruto." Shikamaru brincou. "Dar um passeio to estranho quanto comer ramen a esta hora."

"Bem, isso verdade."

Os dois riram.

"Voc tem o dia de folga?" Perguntou Shikamaru.

"De jeito nenhum. Porque um certo algum continua me dando misses dor de cabea, eu no tive um dia de folga em meio ano, acredita. Eu estou indo em outra misso ao meio-dia."

Esse 'certo algum' era Shikamaru, claro.

"Elas so misses que eu estou escolhendo para o seu bem, pare de reclamar."

"Mas eu ainda quero fazer uma pequena pausa."

"Os olhos esto sobre voc, que candidato a ser o prximo Hokage. to importante assim um tempo para pausas. Seja mais auto-consciente, Naruto."

"Eu entendo isso... Mas apenas um-"

"Sem mais." Disse Shikamaru, como se repreendesse uma criana. "Todo mundo na vila aprova voc. E exatamente por aprov-lo que voc precisa assumir ainda mais misses, para que as pessoas possam falar 'Ahh, o que faramos se Naruto no estivesse aqui.' J se passaram dois anos desde de que a guerra terminou, voc no pode ser ingenuo, a aprovao de todos ser constantemente garantida com aes a partir deste momento."

"Tudo bem, tudo bem..." Naruto amuou um pouco antes de dar uma espreguiada. "Minha barriga est cheia, acho que vou para casa e dar um cochilo."

Shikamaru estreitou os olhos contra ele. "No durma demais."

"Eu no vou." Naruto riu ao ver uma sria expresso naquele rosto, e comeou a andar para trs.

"Ei, Naruto." Shikamaru o chamou por cima do ombro.

"O que?" Naruto se virou.

"Voc o homem que ira se tornar Hokage. No se esquea disso."

"Eu no volto atrs com a minha palavra." Prometeu Naruto. "Esse o meu jeito ninja."

"Nunca voltar atrs em sua palavra." Shikamaru parou. "Esse o meu jeito ninja tambm."

"Sim." Naruto levantou a mo direita em concordncia, em seguida, virou-se para seguir seu caminho.

Depois de assisti-lo indo embora por algum tempo, Shikamaru virou-se para seguir o seu prprio caminho tambm.

"Eu definitivamente vou fazer voc Hokage."

Shikamaru tinha decidido a muito tempo que ele no voltaria atrs com essas palavras.

 

"Eu fiz vocs esperarem, hein."

Shikamaru estava dirigindo as palavras na direo de Rou e Soku.

A misso envolvia infiltrar no pas, bem como, assassinar o alvo. No era lago que podia ser feito completamente as escondidas. Por isso os dois no estavam usando suas mscaras.

"Temos vrios objetivos na misso." Disse Shikamaru. "Examinar a situao do Pas do Silncio. Buscar por Sai e pelos 10 ANBU que perdemos contato. Mas a maior prioridade ser assassinar o homem chamado Gengo."

A dupla silenciosamente assentiu.

Kakashi no veio v-los partir. Os trs shinobi eram as nicas pessoas prximas dos portes dos fundos, que estavam fechados. Escondidos dentro de um grupo de rvores na base de montanha. Apesar de ser uma manh brilhante, os portes parecia molhados e sombrios.

"Ah, bem, uma vez que realizaremos um assassinato, devemos nos certificar de que no haja observadores..." As narinas de Rou queimaram quando ele enfatizou 'observadores'.

Shikamaru olhou para ele, perplexo com o que poderia significar.

"Sua piada no foi nem um pouco animada, sabe."

O homem parecia confuso, uma gota de suor envergonhada pendurada em sua testa.

"Ele estava tentando fazer uma piada, sabe." Soku explicou para Shikamaru com um 'Eu sinto muito por isso' olhando em seu rosto. "Voc estava explicando para ns sobre os meandros da misso, ele fez piada sobre o assassinato no ser observado por ningum, uma vez que segredo, mas ele ser observado por ns... Basicamente, esse velho tenta fazer piadas ruins como essa de vez em quando, seria bom ficar atento a elas, sabe."

Shikamaru guardou para si o desejo de fazer uma rplica espirituosa, limpou a garganta, tentando recuperar a atmosfera sria.

"Quando passarmos dos portes, comearemos a correr, certo?"

"Ns estamos cientes, sabe." Soku alegremente respondeu.

Rou, que tinha o rosto um pouco vermelho de vergonha, tambm deu um aceno com a cabea.

"Tudo bem, vamos embora."

Com isso, os trs finalmente atravessaram os portes dos fundos.



PortalNaruto.net / PortalNaruto.Org / PortalBoruto.Com 2009/2016 - Todos os direitos reservados
Download Naruto Shippuden 485 / Baixar Manga Boruto Naruto Next Generations 08 / Todos os direitos reservados