Voc est gostando do
novo mang Boruto ?



Gostei Muito !
Precisa Melhorar
Muito Fraco
Fique Atento! Naruto Shippuuden Episdio 484 "Sasuke Shinden Raiko-hen: Homem Explosivo" ser lanado dia 01/12/2016 !
Server AL - Servidores Premium
Shikamaru Hiden - Captulo 02 - P4
Postado Por: Gaara
Data: 2015-07-10 17:34:52

A novela "Naruto - Shikamaru Hiden: Yami no Shijima ni Ukabu Kumo" lanada em 04 de maro, traz um aventura indita com Nara Shikamaru, dois anos aps a Quarta Guerra Mundial Shinobi. A novela escrita por Takashi Yano, e possui 224 pginas.



Para ver outras partes do livro acesse aqui.


------------------------------------------------------------------------------

Captulo 2 - O Pas do Silncio (Parte Quatro)
 

Sai pegou um pincel em uma mo, e um pergaminho na outra, desenhando furiosamente. Toda vez que tirava o pincel do pergaminho, um tigre surgia e atacava Shikamaru.

Shikamaru esforou-se para afast-los, ele terminou rolando para fora da plataforma, caindo a direita, no meio da multido.

Ele no tem tempo para se preocupar apenas com Sai. A mente de Shikamaru estava um caos absoluto.

Por que o jutsu no funcionou?

Por que seus disfarces foram detectados?

Soku est bem?

Shikamaru se esquivou ataque aps ataque da multido. No canto do olho, ele pode ver vrios 'iluminados' segurando Rou. O velho estava freneticamente lutando contra eles, mas foi impossvel para ele se livrar de tantos homens ao mesmo tempo.

A bochecha de Shikamaru estava ardendo onde a besta de tinta de Sai havia acertado uma patada.

A mscara de resina que Rou tinha colocado em Shikamaru para disfarar seu rosto estava comeando a descascar.

"Em breve, essa mscara ser arrancada completamente, imagino que voc vai se sentir mais confortvel." Disse Sai com um sorriso simples.

Seu pincel no parava de se mover. Tigre de tinta aps tigre materializou-se ao redor de Shikamaru.

"Por que voc est fazendo isso..."

"Agora a pouco." Notou Sai. "Voc vem dizendo coisas que do a impresso que voc me conhece."

Shikamaru no disse a Sai que ele estava debaixo da mscara. Pra comear, ele no podia.

Voc nunca deve falar seu nome em voz alta se houver risco de voc ser capturado, seu nome pode ser rastreado at a sua vila. Nunca. Era um regra inflexvel dos shinobi.

Atrs dos 'iluminados' que pularam em direo a ele, Shikamaru podia ver Gengo ainda de p, serenamente na plataforma. Ele manteve os braos cruzados enquanto calmamente assistia a luta de Shikamaru.

Se ele pudesse chegar perto dele mais uma vez...

Shikamaru pulou em direo a um dos tigres de tinta que o cercavam, esfaqueou-o com sua kunai e pulou para fora do crculo em um movimento contnuo. To logo correu que chocou-se com o cho, libertando-se do crculo de animais. No canto do olho, ele viu de relance o tigre se dissipando em um spray de tinta preta.

Havia tantos 'iluminados' bloqueando o caminho, que ele mal conseguia cont-los.

"Ser que vai funcionar?" Murmurou Shikamaru para si mesmo, formando um selo de jutsu com as mos.

Incontveis gavinhas negras lentamente comearam a estender-se da sua sombra para todas as direes.

Sua Kage Nui, tcnica de costura da sombra, utiliza tentculos de sombra para atacar e prender os adversrios como uma linha na agulha. Shikamaru poderia criar uma infinidade de sombras agulhas, era um timo jutsu para usar contra vrios oponentes.

Shikamaru mirou os tigres e os 'iluminados' que o cercava. Os tentculos do tipo agulha esticaram a partir de sua sombra sem nenhum problema. Tudo o que ele precisou foi impor um forte fora de vontade para que sua sombra entrasse e sasse da terra.

"Funcione!" Shikamaru gritou a palavra como um grito de guerra. Os tentculos levantaram a partir do solo, prontas para o ataque-

"Pare com suas inteis aes." Clamou Gengo a partir da plataforma. No momento que sua voz soou, os tentculos de sombra de Shikamaru encolheram-se, afundando de volta ao solo, recuando at sua sombra normal.

"QU- O QU VOC FEZ?" Rugiu Shikamaru em indignao para Gengo.

"Por que sua voz afeta as minhas sombras?"

"Afinal quem ele?"

"Hm? Eu acho que sei que jutsu esse..."

Foi Sai que fez este comentrio. Ele agora tinha ficado na frente de Shikamaru, bloqueando seu caminho.

"Sai, no se atreva..."

"Suas aes inteis so gratuitas." Disse Sai calmamente, seu pincel danando furiosamente ao longo do pergaminho na sua mo. O tigre que materializou-se do pergaminho era preto e branco, e muito, muito maior do que qualquer um dos outros.

"Voc vai experimentar em primeira mo, e em breve, compreender." Disse Sai, apontando seu pincel para Shikamaru. O gigante tigre preto e branco tomou isso como um sinal, e dirigiu-se para Shikamaru.

"Seu imbecil..." Murmurou Shikamaru, tirando uma kunai e olhando fixo para o tigre, preparando-se para a batalha.

De repente, ele sentiu algo bater na sua perna direita. Um segundo depois ele percebeu que outra coisa bateu contra sua perna esquerda, a direita quando Shikamaru percebeu os 'iluminados' lanaram-se contra ele, j era tarde demais.

No primeiro momento ele bateu o rosto no solo, vrios dos 'iluminados' amontoaram-se em cima dele, segurando-o no cho.

"Pensar que algum to afiado quanto voc no percebeu que o tigre era apenas uma distrao... sua mente deve estar um caos mesmo." Comentou Sai, olhando para Shikamaru que tentava desesperadamente respirar debaixo de todos aqueles corpos que o esmagavam.

O campo de viso de Shikamaru parcialmente obstrudo pegou a sombra de um homem se aproximando por trs de Sai.

Gengo.

"Tire a mscara." Ordenou Gengo aos 'iluminados'.

Um dedo escorregou, uma rachadura apareceu, causado pela garra do tigre, e a mscara de Shikaamru foi arrancada de uma s vez.

"Veja, depois de tudo Shikamaru-san." Disse Sai.

"Portanto, este o gnio de Konohagakure, Nara Shikamaru, hein..." A voz de Gengo parecia a de um colecionador que tinha encontrado um item que procurava por um bom tempo.

Shikamaru esticou a cabea para olhar o par de olhos azuis brilhantes com desconfiana. O olhar de Gengo no desviou do seu por nenhum momento.

Shikamaru abriu um sorriso. "S pra voc saber," ele disse, "Se voc no se livrar de mim agora, terrveis coisas acontecero em seguida."

"Eu no tenho medo. Voc estar vivendo junto comigo."

As palavras confiantes de Gengo foram seguidas de uma dor aguda no pescoo de Shikamaru, ele perdeu a conscincia.

 

Isto era a verdadeira escurido.

No havia luz alguma, a tal ponto que Shikamaru no podia ver suas prprias mos, ele apalpou o seu rosto.

Nesta escurido que estava sentado, tambm estava mergulhado em seus pensamentos.

Ele no tinha certeza de quantos dias se passaram. A julgar pela frequncia com que o tinham alimentado, e o estado de seu estmago, j fazia, pelo menos, cinco dias.

Como as coisas acabaram deste jeito?

No importa quanta vezes Shikamaru relembrasse a cadeia de eventos em sua cabea, ele no podia encontrar uma resposta completa.

No era s o problema do Sai.

Ele estendeu sua sombra por todo o caminho at a plataforma onde Gengo estava de p. Mas sua sombra no tinha sido capaz de tocar suas pernas, perdendo o alvo de vista.

E Gengo tinha conhecimento da presena de Shikamaru e dos outros. Ele os chamou de 'ratos'. Tudo isso apesar do perfeito disfarce de chakra.

Era como se houvesse uma barreira em torno do homem que tornar seu jutsu intil quando chegasse a uma certa distncia dele.

Poderia Gengo realmente desativar seu jutsu?

Shikamaru no poderia dizer. Mas no havia nenhum erro que pudesse ter interferido tanto com Shikamaru e o jutsu de Rou.

A sombra de Shikamaru no pde alcanar Gengo. Quando ele tentou usar seu Kage Nui contra o tigre de Sai, sua sombra, de repente fraquejou e perdeu o poder.

A concluso mais adequada foi que Gengo ou alguma influncia de Gengo no ambiente enfraqueceu a potncia de seu Kagemane.

Seguindo essa linha de pensamento, havia uma grande possibilidade de que o jutsu de Rou tivesse sofrido do mesmo efeito e enfraquecido. Ento, o padro de chakra de Shikamaru provavelmente vazou para fora do disfarce, permitindo Gengo notar sua presena.

Essa era a teoria que ele vinha trabalhando por enquanto.

O jutsu no funcionou contra Gengo...

Mas porqu?

Shikamaru no teve tempo para reunir informaes suficientes para descobrir a verdade por trs deste fenmeno. Ele no teve oportunidade de investigar nada, mesmo um pouco que seja, mas claro que tambm no havia muito com que ele trabalhar.

No tendo mais nada para seguir em frente, no sendo capaz de pensar sobre os motivos, ele irritou-se.

Ele estava perdendo sua presena de esprito...

"Geugh! Urghh!"

Em algum lugar da escurido, gemidos de dor de Rou chegaram aos ouvidos de Shikamaru. Os gritos de Soku tambm vieram de algum lugar na escurido. Ambos pareciam estar sendo mantidos em algum lugar prximo. Parecia que eles estavam sendo submetidos a uma tortura severa. Ele s ouvia suas vozes em lamentos e gemidos.

Por alguma razo, Shikamaru no foi torturado.

"Me desculpe..." Ele murmurou, olhando para a direo da voz aflita de Rou, embora fosse pouco provvel que o homem tivesse ouvido ele falar.

Este foi o resultado das aes precipitadas de Shikamaru.

No teria sido melhor investigar Gengo um pouco mais antes de agir?

Havia tantos outros planos que ele poderia ter seguido...

Shikamaru bateu com os punhos s cegas no escuro, batendo no frio cho de pedra debaixo dele. Ele bateu de novo, e de novo...

"Voc est vivo?"

A voz de Gengo veio a Shikamaru na escurido.

"Ou voc est morto?" A voz de seu captor assumiu um tom de preocupao caso no houvesse nenhuma resposta.

O chakra de Shikamaru foi esgotado, mas ele no estava morto, e ele sabia que Gengo estava perfeitamente consciente desse fato. Fazer perguntas das quais ele j sabe a resposta no era nada mais do que sarcasmo.

"Eu vejo voc comer todas as suas refeies."

Shikamaru comeu tudo o que lhe foi dado. Claro, s depois de verificar se no foi envenenado. Ser capaz de identificar uma variedade de venenos com apenas uma lambida era outro fundamento bsico para um shinobi.

Shikamaru estava comento, porque ele no tinha resistido.

Enquanto estivesse vivo havia alguma chance de escapar. Caso seu corpo no pudesse se mover quando essa oportunidade aparecesse, ele morreria.

Nenhum shinobi desisti da esperana de viver. Para continuar a viver, no importa o que seja, para manter intacto seus deveres, no importa o que, esse o verdadeiro shinobi.

Ns somos shinobi porque ns resistimos.

por isso que Shikamaru tinha que acreditar que Rou e Soku no tinham desistido.

"Voc j se acalmou, depois de tantos dias passados no escuro como este?", Perguntou Gengo. "Voc consegue sentir as minhas palavras agora?"

"Infelizmente para voc." Disse Shikamaru, "A escurido um amigo muito prximo."

"Voc interessante." Gengo riu. "Vou voltar."

A presena do homem desapareceu da mesma forma que chegou.

"ARRGGGGGHHHHHHHHHHHH!."

Rou comeou a gritar novamente.

Nota - um rgo prensil presente em alguma plantas. So estruturas filiformes, simples ou bifurcadas na extremidade, com a funo de agarrar ramos, galhos, folhas, ou qualquer outro objeto que sirva de apoio para a planta em crescimento.



PortalNaruto.net / PortalNaruto.Org / PortalBoruto.Com 2009/2016 - Todos os direitos reservados
Download Naruto Shippuden 485 / Baixar Manga Boruto Naruto Next Generations 08 / Todos os direitos reservados