Voc est gostando do
novo mang Boruto ?



Gostei Muito !
Precisa Melhorar
Muito Fraco
Fique Atento! Naruto Shippuuden Episdio 485 "Sasuke Shinden Raiko-hen: Coliseu" ser lanado dia 08/12/2016 !
Server AL - Servidores Premium
Shikamaru Hiden - Captulo 02 - P7
Postado Por: Gaara
Data: 2015-08-22 19:15:01

A novela "Naruto - Shikamaru Hiden: Yami no Shijima ni Ukabu Kumo" lanada em 04 de maro, traz um aventura indita com Nara Shikamaru, dois anos aps a Quarta Guerra Mundial Shinobi. A novela escrita por Takashi Yano, e possui 224 pginas.



Para ver outras partes do livro acesse aqui.


------------------------------------------------------------------------------

Captulo 2 - O Pas do Silncio (Parte Sete)  


"Venha, Shikamaru."

Gengo estendeu a mo.

Se Shikamaru agarra-se aquela mo, ele ficaria confortvel.

Ele no teria que pensar sobre coisas problemticas mais.

Shinobi iriam governar o mundo... era assim que as coisas deveriam ser, afinal das contas.

Ao pegar aquela mo, tudo seria fcil novamente.

Ele no teria que ser mais confuso...

"Vamos juntos." A voz de Gengo parecia que pressionava a espinha de Shikamaru.

Shikamaru lentamente ergueu a mo direita, estendeu a mo em direo a palma a sua frente.

Seus dedos estavam quase encostando-

Mas algo barulhento acontecia atrs dele...

No mesmo instante que pensou, o corpo de Shikamaru foi subitamente erguido no meio do ar, voando em direo ao teto. De canto de olho ele viu Gengo, onde ele tinha estado, apoiando-se contra a grande ventania. Mesmo os 'iluminados' no topo da escada estavam lutando contra ela.

No entanto, o nico que estava subindo pelo ar era Shikamaru.

Ele levantou to alto, que acabou colidindo como teto. Por um momento, todo seu corpo estava dolorido com o impacto, em seguida, a prxima coisa que Shikamaru notou foi que o vento tinha parado, ele estava caindo de volta ao cho.

"Gah!"

Embora estivesse num lugar relativamente seguro, Shikamaru, de volta ao cho, bateu com tanta fora que sua respirao ficou presa na garganta.

Ele tinha sido arremessado longe de Gengo, para o outro lado da sala.

"SHIKAMARU!"

Algum chamou seu nome com raiva, ecoando pelo corredor.

Uma voz de mulher...

Uma voz muito familiar.

"O que voc est fazendo num lugar como este...?" Shikamaru inclinou-se para olhar para a dona da voz.

Uma mulher estava de p na entrada do salo, seus cabelos amarrados em dois cachos de cada lado, e um afiado olhar. Ela segurava um gigante tessen (leque) com as duas mos, sem dvida a origem do vento que havia soprado Shikamaru pelo ar.

Temari...

"O que voc est esperando?!" Ela exigiu, "Mudar o seu jeito para ser o que outras pessoas querem que voc seja, esse no voc, certo?! Voc o homem que marquei acima de todos os outros! Se recomponha, seu idiota! O discurso problemtico desse cara no deve ser mais do que um sopro quente para voc! Estou errado? Diga alguma coisa! Shikamaru!"

A pesada voz de Gengo era nada comparada com o rugido penetrante que retumbou nos ouvidos de Shikamaru. Seus olhos estavam formigando.

"Ah..."

O nevoeiro que tinha nublado a mente de Shikamaru desapareceu sem deixar vestgios. Todas as ideias estranhas que haviam sido amontoadas em seu corao estavam dispersadas para longe, expelidas para fora do seu peito.

Foi uma incrvel sensao de alvio.

Shikamaru respirou fundo, lentamento soltando para fora.

Ele no pde deixar de irromper em um sorriso.

Uma bronca o tinha feito escapar do genjutsu...

"O que h com voc, aparece de repente e diz todas essas coisas?" Disse ele para Temari, erguendo-se de p e esfregando atrs do seu pescoo com uma das mos.

"Ei, eu vim para salv-lo, melhor voc me agradecer, em vez de resmungar." Disse Temari, fechando seu leque e apoiando-o no cho. Ela inclinou-se contra ele, estufando seu peito em orgulho.

Vrios shinobi estavam alinhados em fileiras atrs dela. Todos tinham a marca de Sunagakure esculpida em seu hitai-ate (bandana).

"Depois de tudo, no podia simplesmente deixar voc morrer." Ela sorriu para ele.

O sorriso de Temari era como o escaldante sol do deserto. Ele clareou a escurido no corao de Shikamaru.

Dentro de sua mente, ele lembrou uma frase em particular, que Temari tinha acabado de usar.

'O discurso problemtico desse cara.'

"Problemtico... huh." Shikamaru virou para olhar o vilo em questo.

Gengo estava se virando para dar sinais aos 'iluminados' que estavam tencionados, no topo da escada, em face ao perigo. Assim que viram o sinal, os 'iluminados' comearam a descer pela escada.

Todos os shinobi de Sunagakure se moveram para ficar entre o inimigo e Shikamaru.

Mesmo que os ps dos 'iluminados' tenham recusado a se mover com o sbito ataque do inimigo, um sinal de Gengo e eles teriam que dirigir-se para enfrentar o inimigo. Esse era o tipo de homem capaz que governou este castelo e pas.

Os sons de metal colidindo contra metal ecoou quando a batalha comeou.

Estranhamente, Shikamaru sentiu-se incrivelmente calmo.

Ele deu um passo para frente.

De algum modo a sua frente, ele podia ver Gengo em quadratura com os ombros levantados de um dos guardas.

Calmamente, silenciosamente, Shikamaru continuou andando.

Quando passou por Rou e Soku, Shikamaru colocou as mos em seus ombros brevemente.

"Est tudo bem agora." Ele disse a eles, e seguiu em frente.

Quando havia um passo entre ele e Gengo, Shikamaru parou. Ele nivelou seu olhar com o do homem.

Naquele momento... Shikamaru bocejou.

"Ahhhhh..."

Foi um grande bocejo, ele podia sentir os olhos lacrimejando, e sua viso borrar.

"Oi." Gengo estava apontando para algo no rosto de Shikamaru.

"Hm?" Shikamaru levantou a mo para tocar ao redor de sua boca, e sentir algo molhado saindo de sua narina esquerda. Sangue.

Sem perceber, ele tinha conseguido um sangramento nasal.

"Isso, Temari..." Ele murmurou. Ele deve ter batido o nariz quando o vento levantou ele, e chocou-se contra o teto.

"Desculpe por isso." Shikamaru disse para Gengo, girando seu pescoo. "Agora, voc tem alguma coisa a dizer?"

"Vejo que seus reforos foram chamados, mas-"

"Huh?" Shikamaru cortou as palavras de Gengo com uma alta e surpreendente voz. "Reforos? Onde?"

Gengo olhou para ele com olhos arregalados. Shikamaru percebeu o quo louco suas palavras devem ter soado.

"Oh, voc est falando sobre as pessoas atrs de mim." Ele disse. "Nah, voc entendeu errado. Ele no so reforos."

"... Ento, do que vamos cham-los?"

"No sei. Eles vieram aqui por vontade prpria, por isso..."

Gengo estava olhando para Shikamaru com mais e mais espanto. Ele parecia atordoado com a mudana repentina no comportamento de Shikamaru.

"Tanto faz como vamos cham-los." Disse Gengo. "Enquanto ns formos atacados de surpresa por adversrios como estes, meu pas no ser muito ating-"

"Pff." Shikamaru riu sem pensar.

Uma veia comeava a latejar na testa de Gengo.

"No ser atingido?" Perguntou Shikamaru, divertindo-se. "Voc tem certeza? Quanto seu castelo est em um estado como este?

"No subestime os meus seguidores." Disse Gengo. "Eles no vo ser derrotados por shinobi deste nvel."

"Sim, claro, vamos ver isso daqui a pouco."

"Agora, escute, Shikamaru-"

"No, acho que no vou." Shikamaru disse sem rodeios, estendendo a palma da mo. "Eu sei que seu eu vagamente ouvir suas palavras, vou acabar caindo sob seu genjutsu."

"..." A sobrancelha direita de Gengo deu uma leve contrao.

"Graas a essa mulher, eu finalmente acordei." Disse Shikamaru. "Eu no estou a fim de cair uma segunda vez."

"Ingnuo... Voc ingnuo, Shikamaru."

"Voc enche sua boca de chakra ao fazer seus longos discursos, mergulhando seu oponente em um genjutsu, certo? um jutsu muito adequado para um revolucionrio louco como voc." Disse Shikamaru. "Eu pensei sobre isso muito bem. A razo da minha sombra enfraquecida naquele dia na praa foi porque eu j estava sendo afetado pelo genjutsu do seu discurso, hein?"

"Genjutsu? Papo furado. Os meus discursos so estimulantes, inspiradores. Cada palavra que j lhe falei at agora foram sinceras. E cada palavras era verdadeira. Shinobi so os que devem reger este mundo. Essa a verdade crua. Voc o nico ingnuo, por no entender esse fato."

As palavras de Gengo foram to cheias de chakra que elas faziam as orelhas de Shikamaru tremerem, mas ele no apertou as mos contra os ouvidos tentando se defender.

Ele estava completamente indiferente.

O corao de Shikamaru que tinha estado to perturbado como um mar tempestuoso, estava agora estranhamente calmo.

No importa o que aconteceu, ele no estava mais com medo.

No, era mais como...

"De alguma forma, tudo to problemtico, hein?" Shikamaru soltou outro bocejo. "Me pergunto por que os olhos das pessoas lacrimejam quando elas bocejam?"

Gengo no respondeu. Ele estava fora do jogo, ele no podia dizer nenhuma outra palavra.

Shikamaru no tinha intenso de confundi-lo com o silncio.

Ele no estava a executar uma estratgia.

Ele estava apenas sendo seu verdadeiro eu.

A bronca de Temari veio mente...

'O discurso problemtico desse cara no deve ser mais do que um sopro quente para voc!'

Ela estava certa. Shikamaru nunca tinha sido algum que pensar sobre o destino do mundo inteiro. Ele era apenas um cara que achava tudo muito problemtico, e queria uma vida mediana.

Pensando como suas aes poderiam mudar o mundo, no era incrivelmente problemtico? Ele no tinha colocado nas suas costas tais pensamentos...

Ele no se importava. Gengo poderia seguir em frente e mudar o mundo a sua maneira.

No, espere um segundo.

Se Gengo fizesse a sua maneira, ento Naruto e todos os outros, o que aconteceria com eles?

O que aconteceria com Temari que veio at aqui para salv-lo?

"At o final do dia." Disse Shikamaru. "Acontece que eu no posso deix-lo fazer o que quiser, ou se tornar um problema mais tarde."

"Pa- para onde que sua ambio foi?" Perguntou Gengo. "Voc estava pensando em mudar o mundo, Shikamaru! Abra seus olhos!"

"Sobre o que voc est balbuciando?" Perguntou Shikamaru. "S agora eu finalmente acordei."

Shikamaru deu mais um passo na direo de Gengo, um sorriso esticando sua boca.

"Este o meu eu original."

O tempo para Shikamaru lutar tinha chegado.



PortalNaruto.net / PortalNaruto.Org / PortalBoruto.Com 2009/2016 - Todos os direitos reservados
Download Naruto Shippuden 485 / Baixar Manga Boruto Naruto Next Generations 08 / Todos os direitos reservados